sexta-feira

Não tenho motivos para ficar triste

Eu não sei o que acontece
De vez em quando a minha alma entristece
Mas eu não tenho motivos para ficar triste
Apenas não dormi direito
Não fiz uma boa prova
Estou sem dinheiro
Desempregada
Ninguém me dá atenção
Ele me critica
Ela me decepciona
Perdi meus pais
Não tenho amigos de verdade
Não tenho vontade de sair de casa
Andar sem destino, tomar sorvete
Comer pizza
Dançar, sorrir...
Mas to me sentindo bem
Não tenho nenhum problema
Não sei o motivo pelo qual as lágrimas insistem em cair
Não sei por que me sinto tão só
Não sei por que fico assim
Não tenho motivos para ficar triste
Ou tenho?!

Maria Liberdade Oliveira dos Santos



Imagens: GOOGLE

2 comentários:

Márcio Ahaimsa disse...

Muito bonito o seu blog e também esse poema. Parabéns!

José Manuel Brazão disse...

"Não sei por que me sinto tão só
Não sei por que fico assim
Não tenho motivos para ficar triste
Ou tenho?!".

Todos passamos por isto. Por vezes os outros não entendem esses "momentos".

Poema suave!

Beijos